sexta-feira, julho 27, 2007

Eleições em Palma

As eleições no município sempre foram bastante disputadas. No passado eram até mesmo violentas e nas últimas décadas, quando a data do pleito aproximava os ânimos ficavam exaltados, causando divisões, principalmente dentro das famílias.

Uma característica interessante em Palma é que as famílias ficavam divididas entre a situação e oposição e, isto ficou bastante evidente na eleição de 1988, quando Geraldo Magela (situação) disputou com seu tio Pepê(oposição) o cargo de prefeito. Outro fato: nesta época o sogro de Zequinha Roldão, Sr. Juca Amaral, chefiava o partido de oposição.

Na eleição de 1976 disputaram Luiz Teixeira Gonzaga de Barros (situação) e Horácio Pompei (oposição). A situação utilizou o discurso de que Horácio Pompei nem era do município e, Luiz Teixeira acabou vencendo.

Em 1982, o PT disputou a primeira eleição, tendo “Touro” como candidato a prefeito. Várias pessoas participaram da fundação do diretório no município, sob a liderança de Paulo Prazeres – candidatou-se em 1986 a deputado estadual, tendo boa votação, mas não conseguiu eleger-se.

O PT lançou nesta eleição muitos candidatos para vereador, mas nenhum conseguiu vaga na câmara. A entrada deste partido mudou um pouco o panorama da política e isto ocorreu pela insatisfação pelo declínio da economia municipal e, como decorrência o êxodo rural. A liderança de Zequinha Roldão continuou forte e Mário Celso venceu.

Mário Celso foi gerente da Minas Caixa por muitos anos e apesar de ser uma pessoa tímida era bastante popular. Muitas obras de infra-estrutura foram executadas por todo o município. Faleceu antes de concluir o mandato, sendo substituído por seu vice, Mário Lúcio Guedes(Lucinho) que deu continuidade nos trabalhos e, sem dúvida podemos dizer, de 1982 a 1988, a melhor administração municipal da história de Palma.

A eleição de 1988 a oposição ganhou força com a candidatura de Marco Antônio de Freitas. Um mês antes da eleição, próximo a Belo Horizonte, morreram Marco Antônio e seu pai, Waldir de Freitas. Houve comoção em todo o município e numa reunião na casa de João Antônio, o comando da campanha indicou os nomes de Pepê e Antônio Pinto(prefeito e vice-prefeito).

A oposição venceu com o discurso de trazer uma nova dinâmica para a administração municipal. A vitória foi bastante comemorada devido Zequinha Roldão ter perdido a primeira eleição depois de décadas no comando do partido.

Um ponto importante nesta vitória foi o apoio do PT. Embora nesta época o partido fosse contrário a coligação com outros partidos, em Palma, os militantes do partido votaram e trabalharam para vitória de Pepê e, muitos fizeram parte de sua administração.

Nenhum comentário: