quarta-feira, setembro 06, 2006

Curiosidades sobre Cisneiros – 4

-Custódio Alves Affonso, avô do Sidney Eduardo Affonso, mais conhecido por Tote gostava muito de palavras cruzadas. Participava de concursos e chegou a ganhar vários. Usava o pseudônimo de "Cysneirense".

-Muitas casas, do local mais conhecido por Campo, na saída de Cisneiros para Palma tiveram a eletrificação somente em 1984, por iniciativa do prefeito Mário Celso e seu vice, Mário Lúcio Guedes(Lucinho).

-A queima do café, descrita na monografia publicada em post anterior, realizada nos terrenos de Caetano Guedes, ficava do outro lado da Ponte de Ferro. Hoje no local existe um campo de futebol. Apesar do tempo, a terra ainda é negra. Dizem que a nuvem de fumaça permaneceu por vários meses, sendo vista há quilômetros. E todos os que trabalhavam na queima, na saída, tinham seus bolsos revistados.

-A maior enchente que ocorreu em Cisneiros - a de 1979. A chuva começou após o Ano Novo e permaneceu até a metade do mês de fevereiro daquele ano. A rua Niterói ficou alagada. Até mesmo os trens pararam de circular porque trechos da estrada de ferro, também foram alagados.

-Filinho Finamore disputou a eleição para prefeito nos anos 50 e tinha como plataforma política a transformação de Cisneiros em município. Durante toda sua vida, participou da política do município e de Cisneiros. Seu filho, Vinicius Finamore foi prefeito de Palma.

Um comentário:

Anônimo disse...

A PONTE de Itaperuçu foi a QUE LIGOU os habitantes de CISNEIROS AO MUNDO.

E como todos no início da vida, precisa de um empurrão ,nessa ponte tive a primeira demonstração de altruismo quando o Fabianinho me ajudou a atravessa-la.
Hoje atravesso montes e vales ,e agradeço a ele por isso.

Wanuzzinho