terça-feira, setembro 12, 2006

Os sub-delegados

Um subdelegado de polícia de Cisneiros ficou conhecido pela sua observância da lei. Não permitia bêbados nos bares pertubando. Um negro viciado no álcool, anos depois, só em ouvir o nome deste subdelegado, de tanto medo, chegava a chorar.

Certa vez, um garoto, de uma família negra morreu afogado no Rio Pomba. Ao inspecionar o corpo nas margens do rio, percebeu que somente a sola do pé deste estava roída. Estavam presentes muitos parentes da vítima e o subdelegado olhou e disse: "olhem, negro não vale nada, os peixes só roeram a sola do pé porque é branca".

Os parentes ficaram furiosos, mas não disseram nada. Afinal conheciam o racismo e a ferocidade do sub-delegado.

Outro sub-delegado, recebeu a denúncia de um roubo de galinhas. Foi até a casa do acusado e encontrou o produto do roubo. Obrigou o ladrão a colocar péia nas galinhas e pendurar em um bambú e sair à rua e parando de casa em casa e perguntar se queriam comprar galinha roubada. A cada parada levava chicotadas nas pernas.

Estes fatos aconteceram há mais de 50 anos.

Nenhum comentário: