terça-feira, agosto 22, 2006

Cheiro de manga

Minha maior lembrança de Cisneiros é essa: manga. Aos montes. Como sempre íamos nos férias e era época de manga, ir a Cisneiros significava nos fartar de manga - e sem minha mãe regulando se tínhamos tomado leite, comido queijo, passado manteiga no pão (naquela época, qualquer coisa que tivesse leite misturada com manga matava - menos em Cisneiros, eu suponho). É estranho ir a Cisneiros e não sentir o cheiro de manga ubá (carlotinha) no ar.

Sidney Eduardo Affonso

3 comentários:

Joaquim Ricardo Machado disse...

Sidney, você lembrou bem. Nos anos 80 como existiam mangueiras em Cisneiros.

Sidney Eduardo disse...

Que fim levaram as mangueiras? Foram embora com os trens?

Joaquim Ricardo Machado disse...

Sidney, muitas foram cortadas. Lembro-me que de outubro até dezembro, em Cisneiros, por onde ia sentia o cheiro de manga isto porque a maior parte estragava. Acredite, davam para o gado comer e mesmo assim, sobrava muita manga. E aquele cheiro representava também muita fartura.