sábado, julho 15, 2006

Dona Agonia Alves Finamore

Filha de José Affonso e Maria Izabel Alves Affonso, recebeu este nome por causa de uma santa portuguesa, Nossa Senhora da Agonia. A família possui uma imagem vinda de Portugal.
Exerceu o cargo de agente dos correios que funcionava em sua casa.
Grande leitora, incentivava muito a leitura, tanto que doava livros aos primeiros alunos de cada turma da escola de Cisneiros e Walmy Finamore foi um dos contemplados.
E nome de todos os seus filhos começavam com W: Wilson, Wilder, Walter, Wantuil, Wanilton, Wanuzzi, Weber, Walmy, Wesley, Wanylde e Weiler.

Escrito conforme entrevista com Samuel José Pires Finamore e Walmy Finamore, realizada por Ana Clara Fagundes Finamore Frederic

Um comentário:

Sidney Eduardo Affonso disse...

O amor aos livros era um "mal de família": tanto a tia Agonia quando seu irmão, meu avô Custódio Alves Affonso, eram grandes leitores. Apaixonados também por dicionários e palavras cruzadas, legaram o hábito aos filhos, que o transmitiram aos netos. Meu avô não se limitava a "matar" charadas e cruzadas, mas também as criava, sob o pseudônimo de "Cysneirense". Era um campeão das revistas "Criativa", e uma enciclopédia ambulante quando o assunto era palavras cruzadas.