segunda-feira, julho 10, 2006

Firmo de Araújo

O pai do coronel Firmo de Araújo esteve no cartório do Capivara e pediu ao escrivão Antonio Pereira da Fonseca para registrar um título de troca de terras e o objeto era a fazenda Fortaleza em Santo Antonio dos Brotos(Miracema) composta de casas de sobrado, paiol, moinho, monjolo, cafezais, pastos cujas divisas: na divisa do Desengano com Geraldo Alves Rodrigues e subindo pelo córrego do moinho até a Serra do Muriaé, compreendendo todas as suas vertentes que dividem com o padre Francisco Mendes Linhares e Lucas Mendes Linhares, voltando abaixo seguindo pelo lado esquerdo pelo córrego e estrada que segue para o Capivara até o Serrote, compreendendo todas as suas respectivas águas vertentes e seguindo o córrego da Lavra até um espigão que vem fechar no dito córrego da Lavra, muito pouco abaixo da barra do corguinho onde trabalhou em mineração Pedro Cardozo. Sendo a divisa no atual caminho que sobe pelo dito espigão em direção à sita Lavra e onde tem uma cruz à beira do caminho a uma braça do valho e daí seguindo o mesmo direito atravessando o mencionado córrego até o cume do morro mais alto que de casa desta Fazenda Fortaleza se avista, cujo morro vertente. Águas para o córrego supra dito Pedro Cardozo e do outro lado verte para o córrego que vem do Serrote, atual estrada que segue para o Capivara e assim destas supras citadas divisas córrego acima. E outra porção de terras sitas nas cabeceiras do córrego da Chácara do padre Francisco Mendes Linhares compreendendo todas as suas vertentes até dividir com as terras do referido padre, nas águas do Capivara, estas terras desmembradas das Fazenda da Lavra Rica.
A troca foi feita com o Comendador Alexandre José de Silveira (Barão de Itaberaba) e sua esposa Donna Plocenna Roza Faria da Silveira por outra fazenda no distrito de Rio Pardo, termo de São João Nepomuceno.
Entre os documentos registrados consta que serviu de testemunha o padre Francisco Mendes Linhares. E em outro é citado o nome de Lucas Mendes Linhares como herdeiro daquele padre. E estas transações foram efetuadas em 1851 e depois em 1855 e com certeza transcritas no livro de Notas do Capivara devido à confusão das divisas entre os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. E nota-se que a fazenda Fortaleza pertencia ao estado de Minas Gerais devido à ser localizada na margem direita do ribeirão Santo Antonio, conforme consta do decreto de 1843.
Em 24 de fevereiro de 1864, Firmo de Araújo esteve no cartório do Capivara, representando seu pai Antonio Araújo Barboza e vendeu a Lourenço Mendes da Silva uma parte de terras que lhes coube por herança da morte de sua finada mãe e sogra Donha Hermelinda Rodrigues da Conceição, próxima à povoação de Santo Antonio dos Brotos, por 500 mil réis à vista. Tanto comprador como vendedor declararam serem moradores de Pádua. E sendo o documento firmado no Capivara, confirma que toda a área onde hoje fica Miracema pertencia a Palma.

Nenhum comentário: