segunda-feira, julho 10, 2006

João Justo

João Rodrigues Soares Justo em 1925


João Rodrigues Soares Justo, nasceu aproximadamente em 1865, natural de Recreio, filho de João Rodrigues Justo e Maria de Deus Soares Justo. Casou-se pela primeira vez com Belarmina Soares Justo que tinha 14 anos ele 17 anos, em Vista Alegre. Teve com Belarmina os seguintes filhos: Maria(registrada com este nome, mas batizada como Oscarina), Manoel (nasceu morto), Maria Paulina, Antenor(Nenen), Breno, Zumira, Madalena e João Elias. Belarmina faleceu com 25 anos, sendo tratada pelo Dr. Bernardo Cysneiro. O segundo casamento foi com Alcendina Paulina, irmã de sua primeira mulher. Alcedina era casado com Vitalino e este morreu afogado em um açude. Os dois estando viúvos, João Batista dos Reis sugeriu que os dois se casassem e para isto necessário uma licença da Diocese de Mariana que custou duzentos mil réis. Deste casamento tiveram um filho de nome Fernando, que faleceu no dia 10 de setembro de 1937, na cidade de Muriaé. Tempos depois ficou viúvo novamente. João Justo, compadre do coronel Firmo de Araújo e pela sua boa relação com o chefe político, tratou casado com sua filha Amélia Araújo, realizado no Rio de Janeiro, após fugirem, devido a perseguição que acontecia em Palma a todos os parentes do finado coronel. Deste casamento tiveram os seguintes filhos: Clélia, Inaolinda, Clóvis e Hasenclever. Mudou-se depois para Pará de Minas, vindo a morrer em Cocais de Santa Rita, em 17 de julho de 1944, com setenta e nove anos de idade.

Nenhum comentário: