quarta-feira, julho 12, 2006

Dona Naná

A mais antiga da família Finamore viva é a Dona Naná, embora não tenha o sobrenome.
Moradora em Muriaé, e completou 90 anos no ano passado e comemorado em grande estilo.
Filha de Rita Finamore que era irmã de Otavio Finamore(pai de Antonio Josino Finamore) e, irmã de Porcênia Ragone Leite (citada no post anterior sobre Firmo Ferreira Leite).
A festa contou com a presença de mais de 70 pessoas, entre filhos, netos e primos. A abertura do salão emocionante, com Fio(93 anos) e Dona Naná(90) dançando um valsa.
Em seguida todos os filhos e sobrinhos dançaram com Dona Naná que estava muito feliz e com muita energia. Ela comandou a festa até as 02:00hs da manhã, cantando e dançando com os convidados com chuva de confetes e serpentinas, ao som de marchinhas dos antigos carnavais.


Da esquerda para direita em pé: Porcenia, Vicente, Miguel, Rosita e Ahirton. Sentados: Mariquita, Nadir (Naná), Bisavó Ritinha, Bisavô José Ragone, Diva e Eponina.

Bodas de Prata de João Guedes de Araújo e Dona Naná. Em pé: Nilma, José Otávio, João Márcio e Nalmy. Sentados: Guedes, Naná e Jairo.

João Márcio, Naná, Nilma e José Octávio na ponte em Itapiruçú. Foto de 2005.

Nalmy e Naná dançando marchinha de carnaval no aniversário de 90 anos da Dona Naná.

A vida de Naná por Laurelle Carvalho de Araújo

Dona Naná (Nadir Ragone de Araújo) nasceu em Itapiruçú em 12 de novembro de 1915, filha de José Ragone e Rita Finamore, seu nome de solteiro era Nadir Finamore Ragone.
É proveniente de uma família de nove irmãos(Porcênia, Vicente, Miguel, Rosita, Ahirton, Mariquita, Diva e Eponina), sendo a caçulinha.
Casou-se com João Guedes de Araújo em 06 de janeiro de 1937 e dessa feliz união nasceram: Nalmy Aparecida, Nilma Terezinha, José Octávio, João Márcio e Jairo Luiz, que lhe deram doze maravilhosos netos: Ana Cláudia, Wilton Júnior, Alessandro, Tereza, Julianna, Patrícia, Laurelle, João Marcio Filho, Leonardo e Luciano, e dois bisnetos (por enquanto, há dois a caminho): João Miguel Neto e Pedro.

Abaixo o texto escrito por Laurelle Carvalho de Araújo e enviada para os jornais de Muriaé na época da festa:

OS 90 ANOS DE NANÁ
No último dia doze (sábado), a Família Ragone de Araújo estava em festa, pois a matriarca Nadir Ragone de Araújo, Naná, completou seus 90 anos, que estava muito elegante, trajando um lindo vestido verde de musseline confeccionado por Maria das Graças Beloni.
Naná foi casado com João Guedes de Araújo, com que teve cinco filhos: Nalmy Aparecida casada com Oswaldo, Nilma Therezinha casada com Wilton, José Octávio casado com Denice, João Márcio casado com Regina Carmen (Vitória) e Jairo Luiz casado com Bernadete, e teve 12 netos: Ana Cláudia casada com Dico, Wilton Júnior casado com Janemar (Juiz de Fora), Alessandro casado com Walquíria, Thereza Cristina, Julianna (Vitória), Pollyana casado com Flavinho, Patrícia casada com Enio (Vitória), Laurelle, Marcinho (Vitória), Leonardo (Juiz de Fora), Flavinha (Vitória) e Luciano (Juiz de Fora).
A comemoração iniciou com ponto alto uma missa em Ação de Graças na Capela do Colégio Santa Marcelina, cedido cordialmente pela Comunidade Santa Marcelina, lindamente decorado pela Rosa Amélia Gomes da Silva (leia-se Portinhola), a celebração foi realizada pelo Padre Willian Grôpo, amigo da família e ex-professor de alguns netos, que veio de Rosário de Minas da Igreja Nossa Senhora da Estrada, tendo como Ministros da Eucaristia o filho de Naná, Jairo, e sua nora Bernadete, a música ficou por conta do Ney e sua equipe. A missa foi emocionante, ressaltando a mensagem que a neta Laurelle leu comparando a vida de Naná com as flores, sendo o ramalhete entregue pela neta Tereza Cristina e a benção final com Nossa Senhora Aparecida especialmente para os bisnetos no ventre de suas mães Patrícia (Pedro) e Walquíria (José Miguel Neto).
Após, foi realizada, no Salão de Festas do Edifício Prata, uma confraternização para a família e amigos mais íntimos. A decoração em rosas branca, marfim e laranja embelezando o ambiente, foi feita a quatro mãos por Alexandre (leia-se Casa Viva) e pela neta Ana Cláudia, com um coquetel e jantar ligth servido pelo Buffet Marília Andrade, os doces e os bombons vieram de Vitória presenteado pela neta Patrícia, confeccionado pela sua sogra, Maria do Carmo (leia-se Du Carmo Doces Finos), deliciosos e belos, a música empolgante foi do Elias Batalha. O início da festa foi marcado com a árvore genealógica da Família Ragone confeccionado pelo neto Marcinho e com a apresentação do DVD contando a história de vida da Naná e sua família, preparado com muito carinho pela nora Regina Carmen, emocionando todos os presentes. À meia-noite entre máscaras, confetes e serpentinas, iniciou o carnaval com a marchinha ‘Naná nos queremos’, plágio da música ‘Mamãe eu quero’ elaborado pela nora Bernadete, empolgando mais ainda a aniversariante, que não parava de sorrir e de dançar um só segundo com seus convidados. A família e os amigos vieram para desejar os parabéns a Naná de Vitória, Além Paraíba, Juiz de Fora, Três Rios, Brasília, Rio de Janeiro, Niterói, Belo Horizonte e Cisneiros, com destaque da sobrinha mais velha de Naná, Nayda (Três Rios) de 84 anos e os amigos Márcio e Ivonéa (Vitória) que presentearam Naná com a camisa oficial do seu time do coração, Vasco da Gama, autografado por todos os jogadores atuais. Haja coração!!! O filho Jairo presenteou Naná com o Brasão da Família Ragone, pintado na porcelana pela sua esposa Bernadete, confirmando, que Ragone é nobre!!! As lembrancinhas ficaram por conta da neta Ana Cláudia (uma capelinha com Nossa Senhora Aparecida, demonstrando o seu dote na decoupage) e a filha Nalmy (bolsinha de crochê, mostrando os seus dotes nas agulhas, com um tercinho).
Naná você mereceu, merece e merecerá todo o carinho da sua família e amigos. Que Deus continue guiando os seus passos... Parabéns!

Escrito com a colaboração de Ana Clara Fagundes Finamore Frederic, Beth Ragone e Laurelle Carvalho de Araújo

3 comentários:

Anônimo disse...

que surprasa tão boa!!! Eu estava pesquisando sobre os meus sobrenomes Bittencourt e Ragoni(Ragoni pelo lado de minha mãe,Yonne,filha de Mariquita Ragoni,irmã esta de Naná, ou como minha mãe nos acustumou a chama-la, Dindinha Naná!) Aí, tive estas belas imagens dela do seu aniversário e esta pequena, mas para mim que sou neto da linda foto de família dos tios e minha avó, juntos aos meus avós Ritinha Finamore(que tinha sangue índio também) e do nôno Giuseppe Ragoni, natural 'di una píccola città en l'Itália che si chiama Tramútula! UM MUiTO OBRIGADO PELO PRESENTE! Abs Ricardo Ragoni Bittencourt

gildete tanganelli disse...

JOAO MARCIO E REGINA, QUE FELICIDADE REVER MEUS DOIS EX PROFESSORES, PELO MENOS EM COMENTÁRIOS, NÃO SEi SE VCS SE LEMBRAM DE MIM, GILDETE DEMARQUE, QUE ANTERIORMENTE SE CHAMAVA GILETE, LEMBRAMMMMM...
QUE SAUDADES, E QUE FELICIDADE SABER QUE ESTÃO BEM.
PARABENS PRA DONA NANA.
gildetetanganelli@uol.com.br

gildete tanganelli disse...

Jo]ao Marcio e Regina , se puderem fale comigo através do meu e-mail
abraços
gildete