quarta-feira, julho 19, 2006

O homem que desaparecia

Lá pelos lados da Braúna, próximo a estrada que vai para Laranjal, num sítio morou uma pessoa que ficou conhecida por ter o dom de desaparecer. Esta pessoa sempre tinha problemas com a lei, sendo constantemente procurada pela polícia. Apesar de várias campanas, nunca havia sido preso.

E então, criou-se o mito de que tinha poderes de ficar invisível. A polícia cercava sua casa, arrombava as portas e ao vasculhar os cômodos este não era encontrado.

Certa vez este cidadão brigou com o vizinho por problemas de má conservação das cercas na divisa dos terrenos. O vizinho procurou a polícia e contou o segredo: o cidadão havia construído um túnel até uma mata próxima, onde tinha construído um barracão e mantinha selas e cavalos. Ao perceber a aproximação da polícia abria o fundo falso no assoalho, fechava e entrava no túnel, saindo tranquilamente dentro da mata.

Depois que o vizinho passou o segredo para a polícia foi recebido na saída do túnel dentro da mata e preso.

E o cidadão descobriu que tinha sido seu vizinho que o havia entregado para a polícia e prometeu vingança, ameaçando queimar sua casa. Este tendo uma enorme prole, cada dia um ficava de guarda e armado. Esta vigilância durou muito tempo, mas o cidadão não fez nenhuma tentativa de imitar Nero.

Isto aconteceu há mais de 80 anos.

Nenhum comentário: