domingo, julho 02, 2006

O que mais lembra Cisneiros?

Aquele silêncio, aquela calma, aquela tranquilidade.
De repente somente o barulho de uma carroça passando.
No verão as pessoas sentadas na frente de casa conversando e comprimentando os que passam.
Tudo pequeno, como o mundo, todos sabem quem saiu ou quem chegou.
O barulho da ferradura de cavalos no calçamento.
Às seis da tarde o sino da igreja sendo tocado.
Ter somente uma rua. Mas isto não é verdade, tem cinco: Coronel Costa Mattos, Dona Cecília Renault, Niterói, CASEMG e do Campo.
A ponte preta centenária mas ainda majestosa.
A praça Antônio Finamore para ficar sentado no chão assistindo uma TV e tomando cerveja.
O bar do Zé Mariquinha.
O açougue do Carlinhos Guedes naquela pequena ladeira.

Nenhum comentário: